Notícias
piscinas

Piscinas de água salgada são uma boa ideia?

Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this page

As altas temperaturas do início do verão fazem com que muitas pessoas pensem em formas de se refrescar e aliviar a sensação de calor intenso que, para muitos, é incômoda. Nessas horas, quem tem uma praia por perto recorre a ela, e quem não tem, pode optar por piscinas, que são uma excelente forma de se divertir no verão. As piscinas são tão agradáveis que, muitas vezes, são preferidas até mesmo por quem tem praias por perto. Mas para não deixar de ter aquela sensação de estar no mar, muitos proprietários estão colocando água salgada em suas piscinas.

Vantagens da água salgada

  • Evita o uso de produtos químicos: usar água salgada é uma prática sustentável, pois diminui a necessidade de usar produtos químicos para manter a água limpa –o próprio sal pode fazer isso!
  • O sal reduz a necessidade de manutenção: quando a água é doce, pode ocorrer a formação de algas. Na água salgada isso não acontece, já que o gerador de cloro transforma o sal em cloro, sendo, portanto, um sistema autolimpante. Nos sistemas modulares de piscinas, os materiais usados para a construção são totalmente compatíveis e transformam essa manutenção em algo muito funcional!
  • Sal é mais suave para a pele que o cloro.
  • O cloro pode ser um perigo para os seres humanos, prejudicando, inclusive, funções relacionadas à fertilidade e ao sistema imunológico, caso haja exposição excessiva à substância.

Desvantagens do sal

  • A água salgada deve ser bombeada, aumentando a conta de luz para quem opta por esse sistema.
  • O custo de construção em muitos casos é maior do que as de água doce, mas escolhendo o sistema Geopools, você consegue reduzir esse custo. Isso porque as placas do sistema se adaptam bem a esse tipo de água, evitando gastos maiores na construção. Além disso, a corrosão afeta menos esse tipo de material.

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente